Papo de doida

Ainda não vi, mas acho que já vi ou sei que vou gostar. Creio que é a isso o que chamam de expectativa. Uma colega queridíssima, a Neli Folzke, me apresentou uma comédia, que assistiu no RJ e que nem sei se vem a Porto Alegre: Meu Deus! o que você faria se recebesse a visita Dele?, de autoria de Anat Gov, jornalista e dramaturga israelense. Não bastasse o título e a empolgação da Neli ao descrever o espetáculo, os atores Irene Ravache e Dan Stulbach mais do que o credenciam. Agora de posse do programa (sim, a Neli guardou e trouxe pra eu ver) fico pensando quando assistirei a esta peça. Me interessam estas possibilidades umMeu Deus tanto impossíveis, tipo esta, de Deus sentar-se no divã de um terapeuta por estar bem deprimido nos últimos 2000 anos. Lembro de quando li e assisti ao Evangelho Segundo Jesus Cristo, de José Saramago que colocava Cristo numa posição tão humana e tão…..possível.  Já me vejo lá, sentada e atenta ao diálogo tentando entender Deus e me solidarizando com suas angústias. Talvez ninguém esteja entendendo nada, mas eu disse que esse era um papo de doida!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s