Lições sobre liderança com Mr. Hogan

Nestes dias em que um ex-ministro canadense informa que há 4 raças de ETs habitando a alface da terra desde imemoráveis tempos (inclusive trabalhando Monica Denise Hogan Neivapara o governo dos EUA) – deu na Época Negócios – e em que a estátua de Osíris se movimenta sozinha no Museu de Manchester/UK tive a felicidade assistir a uma palestra curta, grossa e fantástica com Ronald Hogan Ph. D, acompanhada das queridas e indispensáveis Mônica Latorre e Neiva Schefer. A parte as minhas viagens intergalácticas e minha firme crença em ETs, tenho profundo respeito e me interesso por quem estuda pessoas nas organizações. Robert Hogan, o senhor ali na foto, é autoridade de renome internacional em temas como liderança, avaliação de personalidade e eficácia organizacional. É reconhecido por seus estudos que demonstram a influência da personalidade sobre a liderança, cultura e engajamento e eficácia organizacional. Em um hora e falou e disse. Para os que não estiveram por lá, reproduzo abaixo alguns trechos da palestra:

A frase de abertura: Eu não gosto de água, prefiro Coca-Cola. (1Mi de pontos pra ele!). A liderança nas organizações depende da personalidade dos líderes. Somos os animais mais sociáveis da terra e nossa vida se resume a competir por recursos escassos dentro e fora dos grupos. Há mais crianças inteligentes na Índia do que a soma total de crianças dos Estados Unidos. Isso é ou não uma ameaça? O que é bom para o grupo é bom para o indivíduo. O que é bom para o indivíduo nem sempre é bom para o grupo. Daí os Free Riders (pessoas que se beneficiam do grupo, mas não o beneficiam – políticos). Os dois problemas mais importantes da vida humana: se relacionar bem (que m vive só morre mais cedo) e se destacar dentro de um grupo (é preciso superar os outros). Identidade do ponto de vista do ator (você): é o que você acha que é. Identidade do ponto de vista do observador (os outros): é o que os outros acham que você é. Reputação: é o que os outros veem sobre você. A liderança deve ser definida em termos de habilidade para formar e manter uma equipe de alta performance. Pode ser avaliada na comparação da performance em relação à performance de outro time com quem compita. Gestores/treinadores usam métodos de seleção de pessoas por competência. Modelos de competências usados pela maioria das grandes empresas:  intrapessoais, interpessoais, de negócio e liderança. Temas implícitos de liderança: – integridade: honrar seus compromissos e não eleger favoritos/apadrinhados/beneficiados– capacidade de decisão: toma boas decisões rapidamente – competência: tem talento para o negócio, sabe do que está falando. – visão: sabe dizer porque está se fazendo isso ou aquilo. Características do CEOs (Fortune 1000) – empresas que sustentam resultados positivos por mais de 15 anos consecutivos: – incrível persistência – humildade (ao entrar numa sala não se sabe quem é o chefe). Dê adeus ao modelo de liderança carismática. O narcisismo arruína as empresas. A personalidade do líder define a liderança. A personalidade do gestor influencia diretamente o engajamento dos funcionários. Muito provavelmente resultados positivos tem relação direta com alto grau de engajamento das equipes e vice-versa. As pessoas não deixam as organizações, elas deixam seus superiores imediatos.

2 Respostas para “Lições sobre liderança com Mr. Hogan

  1. Obrigada por dividir este aprendizado. Excelente!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s