Assuntos difíceis, mas inevitáveis

Muita gente cresce acreditando que a vida é feita de oportunidades infinitas e parecendo que ele nunca terminará. Oportunidades até existem, mas é preciso saber reconhecê-las. Mas a vida acaba. Para todos. Mas como encarar a morte de forma concreta? Tem alguma forma de tratar disso de maneira mais objetiva e tranquila? Acho que não. Mas não encarar os aspectos práticos e inevitáveis da questão pode ser ainda pior. Há anos tinha uma ideia, mas não a colocava em prática. Custo baixo, prós e contras avaliados e nada de me decidir. Há algumas semanas resolvi investigar melhor o assunto e dei o primeiro passo que foi o contato com uma empresa especializada. Parecia que assim, não haveria como voltar atrás. Resultado: hoje fiz um plano funeral pra mim e pra minha família. Horrível, né? É, mas necessário. Demorei a aceitar o fim da vida, embora já tenha planos traçadíssimos pra minha próxima chegada ao mundo espiritual, mas não dava pra continuar fugindo da questão como se só comigo isso não fosse acontecer. Geralmente, se tem seguro de vida, mas na hora em que alguém falece o seguro ainda não está liberado e se a grana estiver curta, imagino que o tormento seja ainda maior. Ainda lembro do inferno em que se transformou a nossa vida quando meu pai pulou pro lado de lá. Escolhi uma empresa gaúcha chamada Angelus  (www.angelus.com.br), onde o Anderson Cabral me atendeu muito bem desde o começo do processo. Eles já tem 159.000 famílias em sua lista de clientes o que deve significar o triplo de gente e muito provavelmente a seriedade do negócio. O melhor do plano foi saber que há uma série de serviços associados (médicos, laboratórios, óticas etc) que dão descontos, o que é sempre bom. Os planos tem carência, mas esse é o tipo de decisão que não se deve tomar apenas quando se acha que o pior pode acontecer em breve. É preciso pensar antes e pagar o plano (muita gente faz, desiste e depois se desespera). Não ganho nada por essa divulgação, mas acho importante compartilhar informações sobre esse assunto. Sou daquelas que não quer ter trabalho e que não pretende dar trabalho pra ninguém. Meu processo ainda não chegou ao fim, pois agora preciso comunicar o fato aos “beneficiados” e aos que, pela lógica, terão que acionar o serviço. Muito horrível, mas não tem jeito.

2 Respostas para “Assuntos difíceis, mas inevitáveis

  1. Anderson Cabral

    Muito Bom esse artigo, e para quem mostrar com interesse para fazer o Plano Angelus com Cremação ligue:
    9331.6130 claro
    8514.8613 oi
    9689.8095 vivo
    Falar com Anderson Cabral (angelusac@hotmail.com)
    “Quem ama a família tem Angelus”

  2. Joia, as pessoas estão com suas mentes mais abertas para esse tipo de serviço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s