Música de primeira

Amo o talento do maestro da Orquestra de Câmara da Ulbra, Tiago Flores. Fui assistir ao Concerto Dana – Clássicos do Rock Gaúcho e pela prima vez me decepcionei. Com o repertório e com a concepção do show. Quem disse pro Tiago que cortinas  – comentando a história da banda – entre uma música e outra,  eram bacanas? Acho que não ensaiaram com as tais cortinas. Só pode. Eram tão longas que o próprio Tiago terminava uma música e sentava até o final da cortina. Ficariam bem num livro, num programa de rádio ou num filme sobre a história do rock gaúcho. Obviamente o show não pegou fogo, não embalou e só teve alguns momentos de delírio por causa dos intérpretes. Eu esperava ouvir outras músicas, mas acho que as cortinas contaminaram minha percepção. Obviamente houve participações maravilhosas tipo Edu K, Pedro Veríssimo e Júpiter Maçã/Apple. Mas como a restrospectiva é muito favorável, continuarei frequentando os concertos,  pois o Tiago é uma raridade entre maestros (é bonito e simpático, escolhe ótimos repertórios e tem aquela orquestra maravilhosa na mão).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s