Cadernos de São Miguel (5)

Como cansa contemplar a beleza! Acho que acertei o local das férias, pois não estava a fim de ficar batendo perna em passeios cansativos e aqui em Barra de São Miguel não tem disso e nem precisa. O hotel tem uma infra ótima e uma praia imensa à sua disposição. Ontem inventei de sair no final da tarde pra ver os lochinhas e fui devorada pelos mosquitos.  Eles me amam e eu acostumada ao clima ameno de Freezer Alegre – capital federal do RS – esqueci de passar o repelente. Resultado: muita coceira e paciência budista pra não me coçar até sangrar. Agora o calor tá forte, o ar tá ligado, estou vendo tv e contemplando a maré cheia da minha janela. Aliás, eu pensava que a maré era a mesma nos mesmos horários e hoje de manhã me dei conta de que não é assim: ontem estava vazante e hoje estava cheia. É, férias também são cultura biológica. Aproveitei meus últimos dias lendo coisas opostas: um livro da Zibia Gasparetto (espírita) que trata da forma de operar mudanças na vida a partir de pensamentos positivos e muito trabalho íntimo e outro que aborda as 48 leis do poder a partir da ótica de Maquiavel, entre outros. Água e champagne (ai, deu vontade). Nada como alimentar o cérebro e dar asas a novas formas de encarar a vida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s