Cadernos de São Miguel (1)

Imitando meu ídolo, José Saramago, que esteja bem seja lá onde for o céu dos ateus, vou batizar esta série de Cadernos de São Miguel. Uél, madruguei muuuuito e embarquei as 6:20h para o desconhecido estado de Alagoas. Mais precisamente para Barra de São Miguel. Às vésperas da viagem uma pessoa brincou que o avião chacoalharia muito, que estaria chovendo etc. Bem, chovendo não está, mas o trecho entre POA – capital federal do RS – e Floripa foi o pior enfrentado nos últimos vinte anos! Nunca vi um avião balançar tanto! Quase chamei o Huguinho, Zezinho e Luizinho, mas consegui me conter. Na volta pra casa eu me vingo de um certo alguém, visse… Pra ajudar tô gripadíssima e com rinite e meus ouvidos estão fechados. Não preciso dizer que chorei de dor nas 3 decolagens e aterrissagens que enfrentei até chegar aqui. Ainda bem que assim que aterrissa ou estabiliza e a dor passa imediatamente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s