Fritura profissional (tssss!)

Quem já não ficou de saco cheio com alguma situação profissional, geral ou estritamente pessoal? Todo mundo, com certeza. Cuidar da sua própria vida e decidir o que é melhor para si são tarefas exclusivas de cada vivente. Às vezes, quando a coisa enrosca no trabalho, perdemos um pouco do foco da realidade e acreditamos no que não foi dito, desistimos de tudo, esperamos o retorno do Divino, nos sentimos injustiçados….. Não é mole, para muitos, admitir a sua parte em cada contexto e tomar uma atitude positiva (e não só no aspecto profissional). É muito fácil relaxar, fazer birra e deixar a performance cair quando estamos insatisfeitos ou nos sentindo injustiçados. Mas eu pergunto: resolve alguma coisa? Se a situação for a conquista de um cargo ou salário melhor, o profissional que jogar a toalha terá ainda menos chances. Outra coisa importante é entender alguns limites como, por exemplo: os salários da empresa, os salários de mercado, as regras (explícitas ou implícitas) para promoção, as crenças e os símbolos da organização etc. Ter clareza de onde se está ajuda muito a decidir. Se você é mulher e foi para um mercado machista saiba que a luta será duríssima e, provavelmente, muito mais demorada do que em outras áreas ou organizações. Se dar conta da vida como ela é ajuda e acelera a qualidade de uma decisão. Se você está num emprego onde as pessoas levam 5 anos até serem promovidas, hello!, talvez não valha a pena você continuar se o seu tempo for menor do que este. Outra coisa bem comum é achar que o emprego atual deve pagar todas as nossas contas. Será que não temos contas demais? Será que, na área atual, alguém no mercado ganha muito mais? E se ganhar, o que será que ele fez pra conseguir? Será que não é melhor buscar um segundo emprego ou até mudar de área? Sei que não é fácil, mas ser racionalmente cartesiano pode ser uma boa forma de mapear o cenário e tomar uma decisão que traga mais conforto. Mesmo que seja ficar no mesmo lugar por mais um tempo, mas com menos insatisfação. Até os profissionais mais competentes, podem ter lá seus momentos de estagnação profissional, o que não significa perder a esperança e a garra de continuar fazendo um excelente trabalho e conquistar algo melhor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s