Freud: será dos pais a culpa?

Ouvindo causos sobre o que acontece nas organizações estrangeiras, me pergunto se a culpa não é dos pais de muitos gestores… Parece que há uma enxurrada de pessoas em postos de comando que não comandam nada, atrapalham a vida de quem quer trabalhar e compactuam com abusos. A omissão e a falta de pulso tem afetado algumas organizações de maneira preocupante, pois decidir errado é humano, agora decidir não decidir pra ver se as coisas se acomodam é outra bem diferente. De ouvir falar, percebo nestes gestores traços idênticos de infantilidade: dificuldade de encarar suas limitações e de falar a verdade pro outro, decisões baseadas em emoções e “achismos”, beiço/mágoa/rancor contra os que se atrevem a discordar de sua visão sobre as coisas, negação da sua responsabilidade sobre o que está ruim, auto-exposição suicida ao ridículo, conivência com atos abusivos e desrespeitosos, falta de educação e de respeito pela pessoa do outro (estes tipos adoram esculachar todos os que estão a sua volta apenas para se sentirem poderosos). Ainda bem que nada disso acontece no Brasil (ufa!). Diante disso, infelizmente, penso que a culpa é dos pais que simplesmente não conseguiram ensinar nada a estas pessoas. Tudo bem que pau que nasce torto.., mas alguma coisinha poderia ter ficado. Quanto mais eu vejo menos eu acredito no que estou vendo. Negras trevas se abatem sobre a área da administração internacional….

Uma resposta para “Freud: será dos pais a culpa?

  1. Pingback: Tropeiro de lesma « Homem ou máquina?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s