Mentis afobadus

Atrapalhação é característica de muita gente (me incluo nessa). Canso de ler as coisas na corrida e depois percebo que a informação não era bem o que eu tinha entendido. Quando o tema é mobilizador fica pior ainda, pois os neurônios travam e a gente só lê o que quer.  Na vida pessoal até que o risco ou prejuízo para outras pessoas é limitado, mas numa empresa o buraco é mais embaixo. Vai dizer que alguém nunca recebeu um comunicado que foi retificado logo em seguida? E um cancelamento de mensagem enviada no outlook depois que todo mundo leu? É natural que aconteçam enganos, mas quando isso se torna uma constante dá pra pensar um monte de coisas. É importante dizer que estou excluindo as secretárias do assunto, pois elas costumam repassar algo que alguém assinou antes. Penso que quem assina e retifica o assinado com frequencia sofre de mentis  afobadus (outra das minhas) e não se aguenta se não fizer alguma coisa imediatamente. Depois de feita a caca, vem as retificações, que deixam os empregados confusos e inseguros. Uma boa atitude para todos, gestores ou não, é: respire fundo, use a gestão do conhecimento para tomar a melhor decisão, envolva seus pares ou superiores e, só então, comunique. Mas preste atenção: nem tudo precisa ser comunicado para todos e por escrito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s