Os caras do élpdesqui

Gentem, quem já não esteve com mil coisas urgentes e importantes pra fazer quando seu computador começa a se revoltar e dizer que o aplicativo  “não está respondendo”. O malvado tranca e não te deixa copiar o que já foi feito (agora eu fotografo com o celular pra não perder minhas ideias). De tanto fuçar você já aprendeu algumas técnicas e começa a pesquisar na sua máquina se consegue desfragmentar a dita, para ver se ela fica mais ágil. Obviamente, o “seu usuário não tem permissão”para executar este programa.  Pois é, na hora do desespero a gente apela para quem? Para os povo do élpdesqui ou helpesquece, como queiram. Aí começa o problema, sim, porque até então você não tinha problema, apenas um incômodo. Primeiro você repete vinte vezes o seu nome e usuário. Depois você explica o problema e o cara se conecta remotamente.  Aí ele sugere um procedimento que dura duas horas. Na verdade, levará um pouco mais porque cada ponto percentual leva 2mine35seg (eu contei) para ser varrido.  Quando a naba termina de rodar você acha que já poderá trabalhar. Tolinha,  é claro que destruíram seus bens mais importantes dentro do computador: os seus Favoritos. Anos juntando links de sites importantes, organizando por assunto e vai tudo por água abaixo. Veja que você ainda não está trabalhando. Em estado de choque, você pede pelamordedeus que devolvam os seus favoritos. Depois de uma mágica, os favoritos retornam. Aí, você olha pra área de trabalho e vê que além do seu papel de parede fantástico, seus links sumiram. Você ainda não está trabalhando. Usando da maior educação possível numa situação dessas você abre um novo chamado. Problema resolvido, você começa  a trabalhar e percebe que o documento que estava usando está sendo usado por um fantasma e você não tem permissão de edição. Detalhe:  você o criou e só você sabe que ele existe. Enquanto isso, seu chefe fica lhe perguntando pelo tal trabalho. Cansado de esperar pelas soluções demoradas você cria um novo documento e começa do zero. Documento pronto você clica em imprimir. Nova descoberta: mesmo com as impressoras da rede disponíveis o seu computador não reconhece nenhuma. No auge do desespero, você

migra para os computadores dos colegas na esperança de concluir o trabalho. He, he, he,  eles também não conseguem imprimir. Depois de ligar mais umas quatro vezes, o elpidesqui finalmente deixa você trabalhar. Detalhe o dia acabou e você não deu conta das suas tarefas. Que me desculpem meus amigos de TI, mas se muda de empresa e o problema continua o mesmo. E viva Santo Expedito!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s