Entressafra

Pois é, Dia dos Namorados e eu sem o dito. Ao contrário do que possa parecer essa situação não é incômoda pra mim.  Pode ser pros outros… Quantas vezes a minha mãe insistiu que eu deveria casar de novo para não ficar sozinha? Quantas vezes já percebi o olhar dissimulado das amigas e amigos casados, ameaçados pela minha presença? Logo eu, tão certinha e respeitadora! Quantas vezes já fui alvo dos casamenteiros de plantão? Quantas vezes já fui aconselhada por uma amiga a me aproximar de fulano ou beltrano porque ele é um bom partido? É claro que não repudio os relacionamentos e nem tô pensando em mudar de time. Apenas estou na….. entressafra no Dia dos Namorados. Acredito em paixões avassaladoras, de alta temperatura, daquelas que chegam como uma bolada no peito e nos deixam sem ar. Esse negócio de beijo chocho, finais de semana modorrentos e previsíveis, passeios ao supermercado sem qualquer romance, falta de embates intelectuais, de cumprir tabela pra não posar de solteira, não é comigo. Que venham os futuros: olé!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s